OFFSEASON 2016 – Questões / Respostas

imagesCAL6IR5V Antes das minhas férias anuais do site, publiquei um post com minhas curiosidades sobre o que aconteceria nessa OFFSEASON. Clique aqui. Quais respostas a essas questões já tivemos?  

Administração do CAP

Com a progressão vertiginosa do SALARY CAP (ultrapassou US$155 Mi), poucos times estavam realmente enrolados. Oportunidade para grandes contratos serem distribuídos na FREE AGENCY. A FRANCHISE TAG é uma poderosa ferramenta de negociação. Serve também de base para futura conversa de contratos extendidos. Veja quais jogadores a recebeu nesta OFFSEASON:

  • Kirk Cousins (QB – Redskins)
  • Von Miller (OLB – Broncos)
  • Alshon Jeffery (WR – Bears)
  • Cordy Glenn (OT - Bills)
  • Muhammad Wilkerson (DT – Jets)
  • Josh Norman (CB – Panthers)
  • Trumaine Johnson (CB – Rams)
  • Eric Berry (S – Chiefs)
  • Justin Tucker (K – Ravens)

clique aqui para a situação do CAP dos 32 times.  

É Hora de Pendurar as Chuteiras

Já tínhamos recebido notícias de aposentadorias neste início de OFFSEASON, como Jared Allen (DE – Chifes, Vikings, Bears e Panthers), Heath Miller (TE – Steelers), Justin Tuck (DE – Giants e Raiders)Jerod Mayo (LB – Patriots).

Um certo mistério ainda rondava os três nomes mais expressivos que podem encerrar a carreira nos próximos dias. Logo no fim da temporada, Calvin Johnson (WR – Lions) ventilou a possibilidade. Agora confirmado. Até imaginei que pudesse mudar de idéia, especialmente se algum outro time apresentasse-o uma proposta tentadora. Não foi o caso. Logo no SUPER BOWL, Marshawn Lynch (RB – Seahawks) colocou no twitter a imagem de suas chuteiras sobre um fio, aludindo sobre o que faria com a carreira. Ouvimos boatos de colegas em Seattle, como Richard Sherman (CB), dispostos a tentarem convencer BEAST MODE a mais uma temporada. Seattle ainda não oficializou sua aposentadoria, mas nada aconteceu para indicar a mudança de idéia. Por fim, como esperado, Peyton Manning (QB – Broncos) anunciou o fim de uma das carreiras mais célebres da NFL. Foi o encerramento perfeito com o 2º anel de campeão no dedo.

 

Participantes do Super Bowl

Times que chegam ao SUPER BOWL costumam ver uma supervalorização dos seus jogadores. Algumas peças chaves para o sucesso tiveram seus contratos expirados.

Denver ficou acuado contra a parede. Optou por não cobrir a proposta de Brock Osweiller (QB) e entrará no campeonato sem os 2 Quarterbacks que comandaram o ataque da campanha campeã. Colocar a FRANCHISE TAG em Von Miller (OLB) era uma decisão fácil. Os valores de sua negociação envolvem um patamar financeiro complexo, inviável de se resolver com a urgência necessária antes de abrir o mercado. Entre os FREE AGENTs, perder Malik Jackson (DT) e Danny Trevathan (LB) era presumível. Miami colocou uma proposta para CJ Anderson (RB) a quem o time usou o direito de cobrir. Depois de manobras com jogadores do elenco e dispensas, os Broncos ficaram com a opção de decidir como bem entendia. Agora precisam buscar reforços para tentar manter o título. Outro QB (além do adquirido Mark Sanchez). Na linha ofensiva, Russell Okung (OT ex Seahawks) e Donald Stephenson (OT ex Chiefs) foram adicionados, mas falta olhar para o interior, onde os 2 Guards do ano passado foram dispensados. Quanto aos Panthers, a situação era mais tranquila. Também usaram a ferramenta da FRANCHISE TAG em Josh Norman (CB) para mantê-lo no plantel. O resto até aqui foram pequenos ajustes, como manter Charles Johnson (DE)Mike Tolbert (FB).    

Mercado para os PASS RUSHERS

Como imaginei, os poucos PASS RUSHERs de qualidade disponíveis viram seu valor ser catapultado! É a lei da oferta e demanda. Pela propensão dos times a tentar recriar o modelo que o concorrente usou para vencer o SUPER BOWL, isto era inevitável. Com Von Miller (Broncos) na prática fora do mercado, Olivier Vernon (ex Dolphins) puxou a fila dos contratos e abarcaçou incríveis US$85 Mi por 5 anos (US$52.5 Mi garantidos). Veja quem assinou com quem até aqui: PS: não estou considerando jogadores do interior da linha como Malik Jackson (Broncos)

  1. Von Miller (Broncos) - FRANCHISE TAG
  2. Olivier Vernon (Dolphins) - assinou com os Giants
  3. Nick Perry (Packers) - renovou com os Packers
  4. Mario Williams (Bills) - assinou com os Dolphins
  5. Mike Neal (Packers)
  6. Andre Branch (Jaguars) - assinou com os Dolphins
  7. Robert Ayers (Giants) - assinou com os Buccaneers
  8. Jason Pierre-Paul (Giants) - renovou com os Giants
  9. Bruce Irvin (Seahawks) - assinou com os Raiders
  10. Tamba Hali (Giants) - renovou com os Chiefs
  11. Charles Johnson (Panthers) - renovou com os Panthers
  12. Derrick Shelby (Dolphins) - assinou com os Falcons
  13. Courtney Upshaw (Ravens)
  14. Chris Long (Rams) - assinou com os Patriots
  15. Wallace Gilberry (Bengals)
  16. Jason Jones (Lions)
  17. Dwight Freeney (Cardinals)
  18. Chris Clemons (Jaguars)
  19. William Hayes (Rams) - renovou com os Rams
  20. Jeremy Mincey (Cowboys)
  21. Adryan Clayborn (Falcons) - renovou com os Falcons
  22. O’Brien Schoffield (Falcons)
  23. Sam Acho (Bears)
  24. Daryl Tapp (Lions)
  25. Calvin Pace (Jets)
  26. Frank Alexander (Panthers)
  27. Kroy Biermann (Falcons)
  28. Alex Carrington (Bills)
  29. Frank Zombo (Chiefs) - renovou com os Chiefs
  30. Bjoern Werner (Colts)
  31. Quinton Coples (Jets)  - assinou com os Rams
  32. Corey Wooton (Lions)
  33. George Selvie (Giants)
  34. Lamar Woodley (Cardinals)
  35. Jason Babin (Cardinals)
  36. Jonathan Newsome (Colts)
  37. Junior Gallette (Redskins) - renovou com os Redskins
  38. Aldon Smith (Raiders)
  39. Greg Hardy (Cowboys)

 

O Que é um Passe Completo?

Só teremos a confirmação de qualquer mudança de regra durante esta semana (a partir de 20 de Março, quando os donos e dirigentes dos times se encontram para discutir o esporte). Mas sinto que pouco será mexido na regra do passe completo, que causou tanta discussão durante os últimos campeonatos. Há resistência por boa parte da liga em promover mudanças radicais nesta regra. Uma pena. Por outro lado, começou a se ventilar um assunto recorrente. A eliminação dos CHOP BLOCKS em qualquer situação do jogo. Esta técnica de bloqueio quando o atleta atira-se contra as pernas do defensor já causou muitas contusões de joelho. Alguns treinadores a defendem, pois usada de forma limpa seria um recurso importante para jogadores menores. Acho até que o jogo de corridas pode ser mais influenciado pela mudança, pois muito do ZONE BLOCKING pede este tipo de prática. Outra novidade deverá ser a eliminação de campo (cartão vermelho!) para jogadores que cometerem 2 vezes na mesma partida, certas faltas antidesportivas.  

Quarterback Shopping

Como sempre, o mercado de Quarterbacks é limitado. Jogadores de ponta nesta posição (quase) nunca ficam livres de fato. Como esperado, Washington tirou o maior peixe do mercado ao aplicar a FRANCHISE TAG em Kirk Cousins. Sam Bradford renovou com os Eagles, mas terá a competição de Chase Daniels (ex Chiefs), conhecido do novo HEAD COACH Doug Pedereson. Sem querer aguardar o DRAFT, Houston "roubou" Brock Osweiller dos Broncos com uma oferta ($$$) irrecusável. Será que terá o retorno esperado? O imbróglio JetsRyan Fitzpatrick persiste. Aparentemente o time de New York está oferecendo um contrato bem abaixo do patamar médio de titulares da posição. Quando acertarão os ponteiros? Times teoricamente ainda no mercado atrás de soluções para a posição mais importante do jogo?

  • Cleveland
  • San Francisco
  • Los Angeles
  • Denver

Quem ainda sem time pode interessar: Robert Griffin III (ex Redskins). Outra possibilidade é via troca. Muito se especulou sobre Colin Kaepernick (49ers) mas nada se concretizou. Mike Glennon (Buccaneers), Zach Mettemberg (Titans) e Jimmy Garoppolo (Patriots) são os candidatos mais visados. Silêncio total também em relação a 2 jovens ex titulares: Geno Smith (Jets) e EJ Manuel (Bills). O último caminho será pelo Draft 2016. Discutiremos os candidatos vindos da liga universitária semana que vem.

 

Personagens do Draft: Jaylon Smith e Robert Nkemdiche

Começou o drama do DRAFT!

Tinha separado Os 2 atletas que a princípio se destacariam como mais interessantes deste DRAFT, pois possuem talento superior, mas trazem questões nebulosas para os times absorverem. Durante o BOWL GAME que participou pela Universidade Notre Dame, Jaylon Smith (LB) sofreu grave contusão no joelho. Segundo os informes médicos vazados no COMBINE, a recuperação pode ser ainda mais lenta do que se imaginava. Esta contusão foi bem mais séria do que a sofrida por Todd Gurley (RB), a quem os Rams investiram uma escolha nr.10 geral.   Quando apareceu a notícia policial envolvendo Robert Nkemdiche (DT), a decepção foi palpável. Agora surgem scouts questionando suas habilidades. Para mim trata-se de um atleta de incrível potencial, mas nem sempre bem direcionado em campo. Alto risco / alto retorno.    

Comentar

Veja também: