OFFSEASON 2017 – Questões / Respostas

 

Antes das minhas férias anuais do site (ocupadas refazendo tudo), publiquei um post com minhas curiosidades sobre o que aconteceria nessa OFFSEASONClique aqui.

Quais respostas a essas questões já tivemos?

 

Administração do CAP

Com a progressão vertiginosa do SALARY CAP  (ultrapassou US$167 Mi), poucos times estavam realmente enrolados. Oportunidade para grandes contratos serem distribuídos na FREE AGENCY.

FRANCHISE TAG é uma poderosa ferramenta de negociação. Serve também de base para futura conversa de contratos estendidos.

Veja quais jogadores receberam-na nesta OFFSEASON:

  • Kirk Cousins (QB – Redskins) – 2º ano seguido
  • LeVeon Bell (RB – Steelers)
  • Chandler Jones (OLB – Cardinals) - após a TAG negociou extensão
  • Kawann Short (DT – Panthers)
  • Eric Berry (S – Chiefs) – após a TAG negociou extensão
  • Trumaine Johnson (CB – Rams) – 2º ano seguido
  • Melvin Ingram (DE – Chargers)
  • Jason Pierre-Paul (DE - Giants) – após a TAG negociou extensão

 

clique aqui para a situação do CAP dos 32 times.

 

Participantes do Super Bowl

Times que chegam ao SUPER BOWL costumam ver uma supervalorização dos seus jogadores. Algumas peças chaves para o sucesso terão seus contratos expirados, implicando em decisões importantes pela frente.

O campeão do SB LI entrou na OFFSEASON com bastante folga no CAP para manobrar. E manobraram!

Foram atrás de peças para upgrade no time ao invés de apenas se contentarem em repor perdas. Via trocas, adquiriram Brandin Cooks (WR - ex Saints), Dwayne Allen (TE - ex Colts) e Kony Ealy (DE - ex Panthers). Como agentes livres adicionaram Stephon Gilmore (CB - ex Bills), Lawrence Guy (DE - ex Ravens) e Rex Burkhed (RB - ex Bengals). Aparentemente não fecharam a lista de compras.

Dont'A Hightower (LB) teve liberdade para buscar uma oferta contratual mais interessante do que a oferecida pelos Patriots, mas optou por retornar ao time. Quem também renovaram contratos: Allan Branch (DT), Duron Harmon (S), James Develin (FB), Michael Williams (TE) e Justin Coleman (CB). Ainda existe a possibilidade de manterem LeGarette Blount (RB).

Como esperado, a principal baixa foi Martellus Bennett (TE) que se acertou com os Packers, mas a chegada de Allen minimiza a perda. O mesmo podemos dizer das outras saídas relevantes Ryan Logan (CB - Titans) e Jabaal Sheard (DE - Colts).

Quem ainda pode sair, ressabiado pelo alto contrato dado a Gilmore é Malcolm Butler (CB). Seus direitos pertencem a New England, mas parece que a conversa com os Saints está evoluída para uma troca.

Parte do $$$ abaixo do SALARY CAP deve ser usado em reajustes nos contratos de Tom Brady (QB) e Julian Edelman (WR).

 

Por não ter a mesma flexibilidade de $$$ sobrando no CAP como o rival do SB LI, Atlanta foi mais moderado no mercado. Mas também não tiveram baixas significativas. As únicas saídas foram: Tyson Jackson (DT - cortado), o Fullback Patrick Dimarco e o retornador Eric Weems.

Para repor as perdas acima, além de melhorar o combate ao jogo de corridas, buscaram Dontari Poe (DT - ex Chiefs), num contrato de 1 ano para se valorizar e Jack Crawford (ex Cowboys). Além de  Jerome Felton (FB) e Andre Roberts (KR)

Seguraram Levine Toilolo (TE), Matt Shaub (QB), Courtney Upshaw (DE) Kemal Ishmael (S). Ainda podem trazer de volta veteranos como Dwight Freeney (DE) e Jordan Babineaux (DT).

 

 

Adrian Peterson Conundrum

Apesar da questão afetiva da idolatria, era esperado que Peterson e os Vikings seguissem caminhos opostos em 2017. Qual trilha o craque tomará ainda está indefinida.

Fica a impressão que Peterson imaginava uma maior demanda pelos seus serviços. Para um jogador de sua estatura dentro da liga, só pode ser frustrante o tipo de proposta que deve ter recebido, e isso ajuda a explicar a demora numa resolução.

Por outro lado, os times têm que ficar receosos quanto ao que ele ainda pode produzir em campo, levando em conta o histórico de lesão, idade e performance ruim no início de 2016.

Vale mencionar de novo, que o próximo SUPER BOWL será realizado em Minnesota. Seria pitoresco se de um dos lados do campo estivesse Peterson, vestindo a camisa de um rival dos Vikings.

 

Mercado para Linha Defensiva

Valores contratuais na FREE AGENCY são ditados por oferta e demanda de talentos disponíveis. Veremos o quanto isso vai impactar o mercado.

Num ano em que a percepção do DRAFT é de escassez de talento nessa unidade, o quanto os jogadores sem contrato tiveram força na negociação?

Hoje há uma grande distinção de valores entre os defensores mais ágeis, capazes de gerar pressão nos Quarterbacks adversários, e os de biotipo mais clássico, quase exclusivos para uso no combate ao jogo de corridas. Vale lembrar que a maioria destes últimos permanece em campo num % reduzido de SNAPs, pela maior utilização do ataque aéreo.

PS: não estou considerando jogadores do exterior da linha (PASS RUSHERs) como Chandler Jones (Cardinals)

 

  • Kawann Short (Panthers) – FRANCHISE TAG
  • Dontari Poe (Chiefs) – assinou com os Falcons
  • Brandon Williams (Ravens) – renovou
  • Calais Campbell (Cardinals) – assinou com os Jaguars
  • Bennie Logan (Eagles) – assinou com os Chiefs
  • Karl Klug (Titans) – renovou
  • Chris Baker (Redskins) – assinou com os Buccaneers
  • Lawrence Guy (Ravens) – assinou com os Panthers
  • Sylvester Williams (Broncos) – assinou com os Titans
  • Johnathan Hankins (Giants)
  • Allan Branch (Patriots) – renovou
  • Senderrick Marks (Jaguars)
  • Nick Fairley (Saints) – renovou
  • Jared Odrick (Jaguars)
  • Datone Jones (Packers) – assinou com os Vikings
  • Roy Miller (Jaguars)
  • Tyson Jackson (Falcons)
  • Stephen Paea (Redskins) – assinou com os Cowboys
  • Domata Peko (Bengals) – assinou com os Broncos
  • Vince Wilfork (Texans)
  • Akeem Spence (Buccaneers) – assinou com os Lions
  • Earl Mitchell (Dolphins) – assinou com os 49ers
  • Eugene Sims (Rams)
  • Brandon Thompson (Bengals)
  • Frostee Rucker (Cardinals) – renovou
  • Kendal Reyes (Chiefs)
  • Cam Thomas (Rams)
  • Tony McDaniel (Seahawks)
  • Tyrunn Walker (Lions)
  • Al Woods (Titans) – assinou com os Colts
  • Ziggy Hood (Redskins) – renovou
  • Stacy McGee (Raiders) – assinou com os Redskins
  • Damien Square (Chargers) – renovou
  • Ricardo Matthews (Steelers)
  • Jordan Babineaux (Falcons) 
  • Paul Soliai (Panthers)
  • Tyson Alualu (Jaguars) – assinou com os Steelers
  • Corbin Bryant (Bills)
  • Jordan Hill (Jaguars) – assinou com os Lions
  • Terrell McCain (Cowboys) – assinou com os Redskins
  • John Jenkins (Seahawks) – assinou com os Bears
  • Vance Walker (Broncos)
  • Brandon Still (Texans)
  • Antonio Smith (Texans)
  • John Hughes (Buccaneers)
  • Cullen Jenkins (Redskins)
  • Mike Pennell (Packers) – assinou com os Jets
  • Glenn Dorsey (49ers)

 

Clique aqui para a lista free agentscom todas as posições.

 

O Sujeito Híbrido

Ando bem intrigado com o uso dos tais defensores híbridos. No último post destaquei Micah Hyde (ex Packers) como uma opção interessante de jogador capaz de marcar tanto Tight Ends como Wide receivers do SLOT.

Quem também se interessou por ele foram os Bills. Assinaram contrato de US$30 Mi por 5 anos (US$14 Mi garantidos).

Ficamos agora na expectativa de como o utilizarão, já que o esquema preferido por Sean McDermott (novo HC) é o por zona, onde os Safeties atuam mais ao fundo do campo em COVER-2 ou COVER-4.

Será que estas múltiplas capacidades de Hyde serão aproveitadas? 

 

Quarterback Shopping

Como sempre, o mercado de Quarterbacks é limitado. Jogadores de ponta nesta posição (quase) nunca ficam livres de fato.

Chegou-se a especular a possibilidade de troca envolvendo Kirk Cousins, mas a tendência é que atue pela 2ª vez seguida sob a FRANCHISE TAG e empurre a novel até a OFFSEASON que vem.

Com isto, Mike Glennon (Buccaneeers) foi a opção (livre) mais valorizada. Ganhou a oportunidade de jogar como titular pelos Bears, num contrato generoso, mas que não atrapalha a vida de Chicago no futuro, caso a experiência não dê certo. Quem também buscou uma alternativa na FREE AGENCY foram os 49ers, com o rodado Brian Hoyer (ex Bears & antos outros), que já tinha trabalhado com Kyle Shannahan (HC) em Cleveland

Os veteranos Tony Romo (Cowboys), Jay Cutler (ex Bears) e Colin Kaepernick (ex 49ers) continuam sem definição sobre onde atuarão. Dallas resolveu segurar seu antigo titular em busca de uma troca. Será que isso se prolongará até o DRAFT? Houston e Denver aparentemente são as únicas possibilidades. O mercado para os outros 2 parece bem limitado (Jets???).

Quem também não está facilitando o mercado é Bill Belichick (HC - Patriots), que faz jogo duro para negociar Jimmy Garoppolo. Será que alguém (Browns???) ainda chegará com uma proposta irrecusável?

Semana que vem quando os donos dos times (e diretorias) se reunirem para um de seus encontros anuais, podemos ter novidades.

 

Comentar

Veja também: