Máquina do Tempo - Draft 2011 - Ataque

2011 foi o ano que expandi a cobertura do Draft no 10 Jardas. Tivemos uma classe de jogadores com muito talento, rendendo bons frutos. Alguns já até renovaram seus contratos com as equipes que os selecionaram, outros entraram agora no mercado livre como FREE AGENTs. Dizia a sabedoria do esporte que precisávamos de 5 anos para definir se um atleta draftado tinha feito jus ou não a sua escolha. Agora 3 anos acabaram sendo o balizamento mais comum. Surgiu então ano passado, a idéia de avaliar o que escrevi a 4 anos atrás, média entre a antiga filosofia e a nova. Qual foi o destino dos jogadores que mencionei como os TOP 6 de cada posição? Quem foram os omitidos? Clique aqui a série original sobre os candidatos do DRAFT 2011. As listas abaixo então enumeram quem eu avaliava como principais candidatos a terem sucesso na NFL.   QB

  1. Cam Newton – 1º round – Panthers – Ainda vive altos e baixos, mas levou seu time a 2 títulos da NFC SOUTH consecutivos
  2. Blaine Gabbert – 1º round – Jaguars – Grande decepção. Traumatizou-se logo no início da carreira e não deu a volta por cima.
  3. Christian Ponder – 1º round – Vikings – fora dos planos dos Vikings. Assinou com os Raiders em busca de novos ares.
  4. Jake Locker – 1º round – Titans – Lesionou-se bastante na carreira. Resolveu se aposentar.
  5. Ryan Mallett – 3º round – Patriots – Óbvio que não teve oportunidades em New England. Tenta a sorte nos Texans.
  6. Colin Kaepernick – 2º round – 49ers - Renovou o contrato ano passado. Depois de um início meteórico, regrediu. Precisa evoluir como QB.

Vimos uma corrida por Quarterbacks acontecer cedo no Draft. Tinham muitos jogadores vistos como solução para a posição. Poucos deram frutos. Cam Newton (Panthers) entra no último ano de seu contrato, ou seja será uma temporada chave para ele, se não o renovar antes. Na época deixei Andy Dalton (Bengals) de fora do meu TOP 6. Achava que fisicamente não conseguiria se impor. Podemos discutir o quão talentoso Dalton é, mas sem esquecer dos 4 PLAYOFFs consecutivos em seu currículo, feito considerável. Entre os demais draftados, TJ Yates (5º round), chegou a atuar pelos Texans em PLAYOFFs e Tyrod Taylor (6º round) permaneceu como reserva em Baltimore.

    RB

  1. Mark Ingram – 1º round – Saints – Finalmente teve um ano que correspondeu ao seu status. Renovou com os Saints.
  2. Mikel LeShoure – 2º round – Lions – Contusões destruíram sua carreira.
  3. Ryan Williams – 2º round – Cardinals – Também sempre contundido, tenta a sorte nos Cowboys.
  4. Jacquizz Rodgers – 5º round – Falcons – Teve algumas boas participações. Ainda está disponível como FREE AGENT.
  5. Kendal Hunter – 4º round – 49ers – Outro que sofreu com as lesões.
  6. DeMarco Murray – 3º round – Cowboys – Quebrou vários recordes de corridas em 2014. Valorizado, assinou com os Eagles.

DeMarco Murray é o grande nome do grupo. Curioso que sua carreira na NFL é bem mais expressiva que a universitária. Era visto por muitos (inclusive eu) como um risco em termos de contusões. Sofreu um pouco com elas nestes 4 anos, mas nada comparado aos demais desse ranking. No segundo round ainda vimos outros 2 jogadores serem escolhidos. Daniel Thomas nunca se firmou em Miami. Já Shane Vereen foi fundamental no título dos Patriots deste ano, especialmente recebendo passes, agora defenderá os Giants. Vários outros Running backs foram draftados. Entre eles, Stevan Ridley (3º round) viveu altos e baixos nos Patriots; Bilal Powell (4º round) entrou na rotação dos Jets e Roy Helu (4º round) mostrou o bastante em Washington para assinar com os Raiders na FREE AGENCY. Ainda vimos 3 Fullbacks se consolidarem na NFL, 2 deles no PRO BOWL. Anthony Sherman (5º round) se destaca em Kansas City e Bruce Miller (7º round) aposta dos 49ers, fez uma bela conversão de Defensive End para Fullback. Já Henry Hynoski não foi draftado mas é boa peça no esquema dos Giants.

    WR

  1. AJ Green – 1º round – Bengals – Craque.
  2. Julio Jones – 1º round – Falcons – Craque.
  3. Jon Baldwin – 1º round – Chiefs– Decepção. Imaturo, não atuou em 2014.
  4. Randall Cobb – 2º round – Packers – Um dos melhores recebedores no SLOT em toda a liga.
  5. Tytus Young – 2º round – Lions – Insano. Fora da NFL.
  6. Leonard Hankerson – 3º round – Redskins - Lesões atrapalharam sua carreira. Tentará a sorte nos Falcons.

Se compararmos com classes mais recentes, não foram tantos Wide Receivers notáveis que apareceram em 2011. No entanto 3 deles estão entre os melhores da NFL. Torrey Smith (2º round) é o nome de maior peso que ficou de fora do meu ranking. Conseguiu se estabelecer como um alvo seguro em Baltimore. Denarius Moore (Raiders - 5º round) e Cecil Shorts (Jaguars - 4º round) tiveram momentos interessantes, mas foram afetados por contusões nestes 4 anos. Dois jogadores que eu tinha boa expectativa, mas não se desenvolveram bem: Greg Little (2º round - Browns) e Greg Salas (4º round - Rams). Outros que ainda estavam envolvidos na liga em 2014: Austin Pettis (3º round), Vincent Brown (3º round), Kris Durham (4º round), Jeremy Kerley (5º round) e Dwayne Harris (6º round).

    TE

  1. Kyle Rudolph – 2º round – Vikings – titular sólido.
  2. Lance Kendricks – 2º round – Rams – tornou-se um alvo esporádico no ataque dos Rams.
  3. Jordan Cameron – 4º round – Browns – Teve um ano excepcional em 2013. Afetado por concussões ano passado, chegou na FREE AGENCY, onde assinou com os Dolphins.
  4. Luke Stocker – 4º round – Buccaneers – Sua maior contribuição é no bloqueio para o jogo de corridas.

Nenhum Tight End foi draftado no 1º round de 2011, porém podemos considerar que se trata de um bom grupo. Além dos 4 acima citados, o DRAFT levou Julius Thomas (4º round), um iniciante no esporte (mas de grande potencial) a Denver, bem como o atlético Virgil Green (7º round), que se especializou nos bloqueios. O primeiro transferiu-se agora para Jacksonville, e o segundo renovou com os Broncos. Niles Paul (5º round) ainda não atingiu seu patamar, mas foi cobiçado na FREE AGENCY, antes de renovar com os Redskins. Outro caso interessante é o de Charles Clay (6º round). Selecionado por Miami como um Fullback, mostrou versatilidade. Depois de boas performances recebeu a TRASITION TAG e segue cobiçado por outros times. Tudo que Cameron e Thomas se tornaram, Arizona esperava de Rob Housler (3º round). Inconsistente demais acabou não tendo o contrato renovado.

    OT

  1. Tyron Smith – 1º round – Cowboys – Craque. Renovou o contrato com os Cowboys.
  2. Anthony Castonzo – 1º round – Colts – Titular sólido.
  3. Gabe Carimi – 1º round – Bears – Não se firmou. Passou para Guard e já rodou em alguns times.
  4. Derek Sherod – 1º round – Packers – Decepção.
  5. Nate Solder – 1º round – Patriots – Titular sólido.
  6. Willie Smith – não draftado – Redskins – Atuou por vários times. Chargers em 2014.

Tenho que confessar. Tinha algumas restrições a Tyron Smith, mesmo sendo o 1º do ranking. Como sempre digo, adoro quando jogadores superam minha percepção. O grupo 2011 de Offensive Tackles ainda tem outros jogadores de destaque. Derek Newton (7º round) brilhou em Houston; Marcus Gilbert (2º round) é titular em Pittsburgh; enquanto Joe Barksdale (3º round) ainda está em ascensão atuando pelos Rams. Denver selecionou Orlando Franklin (2º round) para ser seu Right Tackle. Depois de alguns anos medíocres moveram-no para Guard, onde subiu de produção. Outro que alterna entre OT e Guard é Marcus Cannon (5º round), mas sem conquistar uma vaga de titular. Ben Ijalana foi uma aposta alta dos Colts no 2º round. Vindo de uma divisão inferior do campeonato universitário, mostrou atleticismo no COMBINE, mas produziu pouco em campo. Tinha uma boa espectativa quanto a Jah Reid (3º round), pois o via jogar de perto na UCF e gostava de seu potencial. Não conseguiu se estabelecer em Baltimore, onde também jogou como Guard.

    G / C

  1. Danny Watkins (G) – 1º round – Eagles – Tremenda decepção. Fora da liga.
  2. Mike Pouncey (C) – 1º round – Dolphins – Titular sólido.
  3. Stefen Wisniewski (C) – 2º round – Raiders – Titular sólido. Ainda disponível na FREE AGENCY.
  4. Jason Pinkston (G) – 5º round – Browns – Aposentou-se por problemas médicos.
  5. Rodney Hudson (C) – 2º round – Chiefs – Titular sólido. Assinou contrato lucrativo com os Raiders.
  6. Clint Boling (G) – 4º round – Bengals – Titular ainda em ascensão.

Este Draft produziu 4 Centers titulares de qualidade. Os 3 acima e Jason Kelce (6º round - Eagles). Além deles, Daniel Kilgore (5º round) chegou a iniciar o ano como titular dos 49ers, mas está num nível abaixo dos demais. James Capenter (G) foi uma surpresa dos Seahawks no 1º round. Nunca justificou sua escolha, porém colaborou nas boas campanhas recentes do time. Outro bom nome: Brandon Fusco (G - 6º round) teve um 2013 excelente, mas ficou de fora em 2014 por contusão. Entre as decepções, Will Rackey (G - 3º round) nunca se firmou em Jacksonville , assim como James Brewer (G/C - 4º round) nos Giants. John Moffitt (G - 3º round) e Bill Nagy (G - 7º round) encerraram a carreira por contusões, antes de mostrar qualquer coisa em Seattle e Dallas respectivamente.

 

Comentar

Veja também: